Fugir de mim

Fugir de mim

Já fugi de alguns lugares, pessoas e situações, mas nunca consegui fugir de mim. 
Posso já ter me ausentado, ter dito ei-volta-amanhã, ter trancado a porta, ter esquecido a chave do lado de dentro, ter deixado as luzes apagadas, ter perdido a hora, ter desligado o despertador, ter esquecido de esquecer, ter fingido um sono profundo ou uma preguiça boba, mas nunca soube fazer as malas e ir embora da minha alma. 

(Clarissa Corrêa)