Quando a gente se livra..

Quando a gente se livra


Quando a gente se livra de bagagens pesadas, a última coisa que queremos é voltar a carregá-las.
Quando experimentamos o alívio de ter ombros livres, desviamos de situações que nos tragam novos fardos. Não me dê notícias, não tente me convencer a amargar nada. Não quero. Não me culpe por eu ser livre, nem por escolher perdoar. Eu quis recomeçar, desfazer amarras. Decidi amassar papéis, jogar fora cartas. Não tomo decisões baseadas em rancor. Abri mão do orgulho em favor do amor. Esvaziei as malas, rabisquei um mundo novo. Resolvi dar chances, abrir portas. Deixei o Sol entrar, enterrei o luto. Entendi que o amanhã pode ser que não chegue, e que eu não precisava permanecer onde estava. Passei a sorrir sem destino, ver no que dava. Preferi não saber mais. Experimentei o sabor de um abraço apertado, daqueles que quebram os laços e deixam o passado pra trás.

(Jackye Monteiro)