De amiga para amiga

De amiga para amiga

Eu preciso te agradecer.
E não é pelas longas conversas sem fim ou pela sua interminável paciência em me aconselhar mesmo sabendo que não vou seguir um passo do que me diz.
Você sabe que sou teimosa e que tenho essa mania absurda de sentir na pele, né?
Estou escrevendo para agradecer por você existir e fazer parte do meu jardim de amor.
Agradecer por você colorir com leveza todos os medos que confidenciei.
Agradecer por você ser sempre o refúgio secreto a me abraçar quando o meu mundo desaba sobre a minha cabeça.
Eu preciso te agradecer pelas palavras duras que me disse nos momentos oportunos, talvez você não saiba o quanto que elas me edificaram e me fizeram ser melhor.
Eu quis ser melhor.
Quis me permitir ser diferente, sabe?
Você tem uma forma tão bonita de transbordar emoções inteiras que eu precisava experimentar.
E não é que você tinha razão?
A vida fica mais leve quando não se tem tanto medo do que vão dizer ou pensar.
Eu queria muito que você soubesse que você é o anjo de guarda mais serelepe e sincero que Deus já me enviou, sem a nossa cumplicidade e confidências avessas, eu nunca me sentiria tão bem por ser maluca!
Hoje eu queria que as minhas palavras te abraçassem apertado e dissessem de alguma forma o quanto você é especial para mim e que sempre, sempre estarei aqui!
Não importa o que aconteça, não importa o quão maluco tudo possa parecer, eu estarei sempre aqui torcendo por você.
Não foi a toa que nós duas nos conhecemos.
Sabe o que é, hoje deu vontade de dizer que você é a melhor amiga do mundo e que eu tenho muita sorte de tê-la aqui.

(Marcely Pieroni Gastaldi)